Prevenção contra autolesão e suicídio é pauta de reunião

  • Redação Clubei

Prevenção contra autolesão e suicídio é pauta de reunião

Município prepara novas ações de acolhimento a adolescentes que necessitem de ajuda

O aumento no número de casos de autolesão e suicídio tem colocado todo o País em alerta. Em São João Batista, a preocupação também é constante. Como forma de prevenção, o município tem buscado parcerias para estabelecer canais de diálogo com quem necessite de auxílio. Nesta quarta (02), por exemplo, o assunto foi tratado com representantes do Grupo de Proteção da Infância e Adolescência (Grupia), que promove atividades destinadas ao bem-estar e à qualidade de vida de jovens da região.

Uma das próximas iniciativas da entidade será a realização de um acampamento voltado para adolescentes de 13 a 18 anos com histórico de tentativa de suicídio e/ou outros transtornos psicológicos. O evento, organizado pelo Instituto Nacional de Medicina Psicossomática (Inmpsi), com o apoio do Grupia, atenderá cerca de 60 pessoas, dos dias 9 a 11 de outubro, em uma chácara situada entre Brusque, Nova Trento e São João Batista.

O acampamento, que contará com o apoio também da prefeitura batistense, terá uma programação extensa e variada, abordando temas como autolesão, depressão, ansiedade, transtorno de alimentação e estresse agudo. Ainda durante a reunião, foram debatidas parcerias para implementação de novas ações relacionadas ao tema, como campanhas e acompanhamento contínuo dos casos.

“Nossos jovens precisam da gente. De todos. Pais, familiares, amigos, sociedade, poder público. Precisamos realmente nos envolver nisso e propiciar meios para que, aqueles que necessitem, sintam-se à vontade em buscar auxílio e recebam o devido acolhimento. Por isso, parcerias com quem já tenham uma expertise no tema, são sempre bem-vindas”, comenta o prefeito Daniel Netto Cândido.

Atenção ao problema

Conforme ele relembra, em abril, o projeto “O Vento nas Escolas” foi trazido para São João Batista justamente como estratégia para abordar temáticas mais sensíveis aos jovens. Foram cinco palestras, que contemplaram cerca de 2,4 mil alunos da rede municipal de ensino com a idade a partir dos 10 anos. “Nestes encontros, foi possível perceber que o problema é muito maior do que a gente imagina. Precisamos agir para reverter este cenário”, conclui o Chefe do Executivo Batistense.

Além de Daniel, a reunião contou a participação do psicólogo e psicanalista clínico Dr. Mário Augusto Eccher, do presidente do Inmpsi, Leonardo Junior de Oliveira, do presidente do Conselho de Pastores de Brusque, Marcos Antônio da Silva Fagundes, e do historiador Paulo Vendelino Kons, idealizador do Grupia. Ainda estiveram presentes os secretários municipais Edésio Tomasi (Educação), Karin Leopoldo (Saúde) e Rosane Sartori Rosa (Assistência Social), assim como José Sardo, o Saulo, presidente da Adanpib.

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.