Portaria deve liberar retomada de obras públicas em SC

  • Redação Clubei

Portaria deve liberar retomada de obras públicas em SC

Governador Carlos Moisés falou que o Estado está conversando com os setores para modelar qual a forma mais segura para retomadas das atividades a partir da próxima semana

Uma portaria, que deve ser publicada nesta quarta-feira (25), vai definir a retomada dos trabalhos de obras e infraestrutura e obras públicas. A informação foi dada pelo governador Carlos Moisés durante coletiva à imprensa na tarde desta terça-feira (24).

Além das obras de infraestrutura, Moisés destacou que o governo também está em conversas com empresários e associações de vários segmentos (como bares, restaurantes, hotéis, bancos, cooperativas), para “modelarmos qual a forma mais segura de retomada das atividades para a próxima semana, fazendo esse movimento com segurança sanitária para voltarmos a funcionar a plena carga”, disse.

Moisés voltou a reforçar a gravidade da pandemia, mas disse que a sociedade terá que aprender a conviver com o vírus. “Monitorando a curva de infectados, de casos suspeitos e vamos modulando nossas ações de forma responsável”, disse. E reforçou que a retomada das atividades econômicas no estado vão ocorrer “a medida que o cidadão está mais consciente da necessidade do afastamento social que precisa promover, também do perfil das pessoas que devem ser protegidas”, salientou.

Reunião com Bolsonaro

Sobre a reunião entre os governadores do Sul do país com o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe – entre eles os ministros da Economia, Paulo Guedes, da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, e da Saúde, Luiz Henrique Mandetta – Moisés avaliou com positiva e destacou o anúncio da liberação de R$ 8 bilhões para a saúde – com um cálculo de R$ 9 por habitante – “que terão impacto positivo nas contas da saúde dos estados e municípios”, enfatizou.

Outro anúncio feito pelo ministro Paulo Guedes foi o da eliminação de critérios de capacidade para pagamento (A, B ou C), para que os estados possam buscar crédito para obras de infraestrutura nos estados, sem somente usar de recursos próprios. “Uma frase impactante do ministro (Guedes), é que ‘Não vai faltar dinheiro para a saúde”, disse Moisés. Ao ministro da Saúde, o Estado questionou que ainda não haviam chegado equipamentos de saúde e EPIs para SC e ele teria garantido o envio a partir desta quarta-feira (25). O presidente disse ainda que tentará fazer grande pacto, com Câmara e Senado, para que as ações sejam aprovadas e possam ser iniciadas.

Mais 713 leitos de UTI em 30 dias

Também durante a coletiva, o governador destacou que nos próximos 30 dias, o Estado pretende habilitar 713 leitos de Unidades de Terapia Intensiva pelas regiões do estado. Atualmente, o estado conta com 801 leitos de UTI na rede credenciada (pública, filantrópico etc..).

“Em um espaço de 30 dias, termos a capacidade de mobilizarmos para criar mais 713. Essa conta foi modelada a partir da projeção de pessoas que apresentarão sinais mais agravados e possam precisar de terapia intensiva”, disse Moisés. A partir do monitoramento em rede instalada, se necessário, poder usar espaços para instalação de novos espaços para atender pacietnes em estágios intermediários da doença. “Que não precisem de terapia intensiva, mas que devem ser segregados da comunidade”, disse. 

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.