Morcego que transmite raiva é capturado em São João Batista

  • Redação Clubei

Morcego que transmite raiva é capturado em São João Batista

A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) realizou a captura de morcego hematófago da espécie Desmodus rotundus no Vale do Rio Tijucas. O animal que foi encontrado em São João Batista é o principal transmissor da raiva. Três redes foram instaladas na região.

Desmodus-rotundus

O Desmodus rotundus é conhecido vulgarmente como morcego-vampiro.

De acordo com Cleverson Fimocine Cordeiro, médico veterinário, o morcego foi tratado com uma substância anticoagulante e libertado para que volte ao local de abrigo e contaminando os demais animais da colônia. “De um animal que a gente faz a captura e tratamento, conseguimos o óbito de 15 a 20 outros animais”, afirma.

Um caso de raiva bovina foi registrado nos últimos meses em Canelinha e uma suspeita em São João Batista. Cordeiro afirma que não foram identificados novos casos e por isso a Cidasc vem realizando o trabalho preventivo. Ele afirma que a vacinação dos rebanhos ajudou a conter os focos.

Captura de morcegos acontece de forma sistemática. Alguns locais estão catalogados como refúgios e que são monitorados duas vezes por ano. Além de São João Batista a Cidasc tem feito captura em Canelinha. “A captura auxilia no controle a raiva, mas a maneira mais eficaz de evitar o contagio é a vacinação”, afirma o veterinário.

Saiba mais sobre o morcego

O Desmodus rotundus é conhecido vulgarmente como morcego-vampiro. A espécie habita geralmente tocas ou cavernas muito úmidas, possuindo pelagem fina e sedosa, com as partes superiores marrom-escuras e as inferiores mais claras.

De entre os morcegos, que são aproximadamente 1100 espécies é uma das três espécie hematófagas que, além de atacar aves, ataca também mamíferos, na maioria das vezes de médio ou grande porte.

Estes morcegos conseguem caminhar no solo, apoiando-se nos seus dedos e costumam morder suas presas nas orelhas, dedos e outras extremidades, pois são locais de difícil percepção.

Ao contrário do que as pessoas pensam, os morcegos vampiros não chupam, e sim lambem o sangue que sai da mordida deferida por eles. Sua saliva contém uma substância anticoagulante que está sendo pesquisada para uso em doenças circulatórias.

 

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.