Médico ganha R$ 3,6 mil em São João

  • Redação Clubei

Médico ganha R$ 3,6 mil em São João

Faltam atrativos para os médicos ingressarem no serviço público municipal em São João Batista. A falta de uma melhor remuneração, de um Plano de Cargos, Carreira e Salários, de cursos de atualização, afastam os profissionais. Enquanto isso, quem sofre é a população que enfrenta filas e a falta de médicos na unidade hospitalar. O debate é antigo e a planilha de vencimentos dos cargos públicos mostra disparidade entre salários para os serviços considerados essenciais.

medicoCom a criação do Programa Mais Médicos do Governo Federal, os profissionais têm optado em se inscrever no sistema, o que ecoa nas dificuldades para os municípios, principalmente em São João Batista.  Enquanto no Programa Federal eles recebem cerca de R$ 10 mil por mês, na rede municipal esse valor dificilmente ultrapassa os R$ 7,5 mil, por 40 horas semanais. De acordo com a Lei de vencimentos dos cargos públicos, um médico recebe R$ 3.608,65 por 20 horas.

Esses valores valem para os profissionais do quadro efetivo do município ou contratados em caráter temporário. A maior reclamação está relacionada ao pagamento pelas horas plantão, que compensaria a baixa remuneração. Sem conseguir aprovar o Projeto do Plantão Médico em outubro, um novo foi encaminhando para Câmara de Vereadores e aguarda análise. Sem isso, os dramas na contratação de médicos devem continuar e muitos dias o Hospital ficará sem atendimento.

Segundo o Conselho Federal de Medicina, o médico pode ganhar por dois ou três plantões semanais no setor privado o mesmo salário de R$ 3,6 mil por 20 horas, que é o que a prefeitura oferece aos que forem aprovados em um concurso público. “É muito pouco para um profissional que leva seis anos para a graduação e se tiver residência mais cinco ou seis anos”, diz o CFM.

Com a melhoria no salário, o município poderia atingir um valor que mantenha os médicos fixos no Hospital e que não tenha rotatividade no serviço de saúde pública. Os médicos reclamam que os salários estão defasados e não correspondem á responsabilidade, á dedicação e aos preparos exigidos. De forma geral, os valores ficam aquém do piso da categoria estabelecido pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam) que é de R$ 9.688.

A assessoria de imprensa da Associação Médica Brasileira (AMB), diz que são notórias as ofertas de salários mais expressivos, o que os deixa em situação vulnerável na relação com os municípios. “Geralmente, são fundações, cooperativas ou outros organismos que mantém acordos com governos estaduais e municipais, mas nem sempre oferecem aos profissionais engajados segurança no emprego, um plano de cargos e salários e outros benefícios”.

Abaixo do piso da categoria, sem regras claras sobre os procedimentos e valores pago por plantão inferior ao aplicado nos demais Hospitais, os profissionais médicos estão batendo em retirada do Monsenhor José Locks. As expectativas se concentram, agora, na possível aprovação do novo Projeto do Plantão que está nas mãos dos vereadores.

Outras remunerações em São João Batista

Se o médico recebe por 20 horas semanais, R$ 3.608,65, outros cargos dentro da Administração Pública são mais favorecidas, principalmente os cargos em comissão. Com reajustes aprovados pela Câmara de Vereadores na gestão passada esses funcionários receberam um substancial reajuste.

Conforme mostra a tabela de remuneração de cargos, secretários e assessores municipais recebem mensalmente R$ 5.500 e os cargos de diretores R$ 2.091. Já no quadro de efetivos uma enfermeira ganha R$ 2.215,14 por 40 horas semanais, e um condutor de ambulância cerca de R$ 916,94 e técnico de enfermagem R$ 956,38.

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.