Juventude e Renascença terminam jogo aos 28 minutos do segundo tempo; Entenda;

  • Redação Clubei

Juventude e Renascença terminam jogo aos 28 minutos do segundo tempo; Entenda;

Neste domingo (30), as equipes do Juventude e do Renascença se enfrentaram numa tarde negativa para o bom andamento da primeira edição da Nova Liga do Rio Tijucas. As equipes tiveram de ir para o vestiário mais cedo, pois aos 28 minutos do segundo tempo, o arbitro da partida, o senhor Edson da Silva, expulsou cinco jogadores do Juventude, sendo que a partida teve se ser interrompida devido ao número de jogadores não ser suficiente.

As equipes começaram apertando forte na marcação, mas foi ainda no início da partida que Maia fez o primeiro do Renascença, logo aos 4 minutos. O jogador Samuel, movimentou o jogo no primeiro tempo tentando várias investidas contra a defensiva do Renascença, mas sem sucesso. Com o primeiro gol de Maia, a equipe do Renascença joga recuada atuando apenas nos contra-ataques.

Ao fim do primeiro tempo o Renascença marca de novo. Após nova bobeira da marcação do Juventude, Maia novamente marca, dessa vez aos 39 minutos do primeiro tempo. Não deu tempo de terminar de comemorar o gol que o craque Maia faz o seu terceiro na partida.

Já no segundo tempo, o jogador Marivaldo do Renascença, acabou fazendo falta dentro da grande área em cima do atacante Samuel do Juventude. Juci cobra e marca o primeiro do Juventude na partida, quando eram decorridos 5 minutos de partida, no início da segunda etapa.

Casão e Marquinhos foram expulsos após confusão causada pelos dois jogadores, quando outro pênalti, só que desta vez a favor do Renascença fez com que o jogador Cleber fosse expulso.  Dudu do Juventude veio para reclamar e também recebeu vermelho. O goleiro Ronaldinho e o jogador Tatinha também foram expulsos e a partida teve de ser encerrada.

Houve um princípio de tumulto, onde alguns torcedores tentaram invadir o campo. A partida acabou aos 28 minutos do segundo tempo. Em entrevista à Rádio Clube o técnico Zequinha, do Juventude, adiantou que não irá no jogo da volta no município de Tijucas. Já o técnico Amauri, do Renascença, lamentou os fatos que levaram ao encerramento da partida. Por fim a Polícia Militar foi acionada e realizou a segurança na saída do trio de arbitragem do estádio. Os jogadores das duas equipes ao final do jogo permaneceram no campo, mostrando que não houve nenhuma desavença entre as duas equipes, jogadores de ambos os times apenas lamentaram a forma como arbitragem encerrou a partida.

Vitória do Renascença por 3 à 1

No momento em que a equipe do Renascença ia bater o pênalti, deu-se início a um tumulto que resultou na expulsão de 4 jogadores do Juventude (Julio, Tatinha, Cleber e Dudu), no entanto, antes disso o jogador Casão já havia sido expulso de jogo juntamente com o jogador Marquinhos do Renascença após reclamação.

Renascença na final

Com a declaração do técnico Zequinha de não ir para o jogo da volta no município de Tijucas, o Renascença “já está classificado” para a final da competição, apenas aguardando o desfecho do jogo entre Estiva e Primavera.

Ficha técnica:

As equipes entraram em campo com a seguinte formação

Juventude: Ronaldinho, Júlio, Cleber, Dudu, Tatinha, Padilha, Déu, Willian, Deivid, Samuel, Casão.

Renascença: Alagoano, Renatinho, Raian, Marquinhos, Marivaldo, Dick, Alisson, Catuto, Derik, Lelê Bahia, Maia.

Árbitro: Edson da Silva

Aux1: Evandro Weber

Aux2: Vinicius Palau

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.