Brusque vence e conquista vantagem para duelo decisivo

  • Redação Clubei

Brusque vence e conquista vantagem para duelo decisivo

Nos primeiros 90 de um total de 180 minutos, o Brusque abriu vantagem sobre o São José no mata-mata da Série D. A equipe venceu o adversário por 2 a 1 e agora pode até empatar no duelo de volta que se classifica para à próxima fase. O próximo jogo será realizado no sábado (15), em Porto Alegre.

A vantagem pode ser considerada pequena dada as condições da partida. O time jogou com um atleta a mais por cerca de 30 minutos e perdeu oportunidades de ampliar o placar quando vencia por 2 a 0. No fim, o São José, que mesmo com um homem a menos igualou as ações do jogo, foi premiado aos 46 minutos, quando diminuiu o marcador e saiu de campo comemorando o resultado, que deixa à equipe a uma vitória simples da próxima fase. Pelo lado do Bruscão, o resultado também foi comemorado, mas ficou aquele gostinho amargo de que poderia ser melhor.

O jogo

Na estreia à frente do comando do Brusque FC, o técnico Jerson Testoni, o Jersinho, como prometido, manteve o esquema de jogo utilizado pelo técnico Pingo. A novidade foi a entrada de Carlos Magno no lugar de Max no setor de criação. O jogo começou amarrado e muito truncado e a primeira chance foi do time visitante. Toto chutou por cima da meta de Dida.

Com dificuldades para criar, o Brusque tinha as melhores oportunidades pelo lado esquerdo do setor de ataque. Wilson Junior e Ronael ganhavam todas do camisa 2 Bruno e fizeram o ala ser sacado ainda antes dos 30 minutos do primeiro tempo. A essa altura, o Brusque já vencia por 1 a 0. O gol saiu aos 15 minutos, justamente pelo lado esquerdo de campo. Em lindo passe de Eurico por cima da zaga, Wilson Junior passou pela marcação e foi tentar cruzar, a bola pegou efeito e encobriu o goleiro adversário: 1 a 0 Brusque.

No restante da primeira etapa, o jogo ficou amarrado, com os dois times tendo dificuldades na armação de jogadas. Com duas linhas de quatro, o São José neutralizou o meio campo do Brusque, apesar de na frente também não conseguir fazer o goleiro Dida trabalhar.

Cenário favorável
Tudo se desenhava para uma grande vitória do Brusque na etapa final quando, aos 11 minutos, Valkenedy roubou a bola e lançou João Carlos pela direita, o lateral avançou e cruzou para Kareka, livre, empurrar para as redes: 2 a 0. Um minuto depois, o volante Fidélis, que foi deslocado para lateral no lugar de Bruno, substituído ainda no primeiro tempo, também não deu conta de marcar os atletas do Brusque, levou o segundo amarelo e foi expulso.

Mas o Bruscão teve dificuldades em jogar com um a mais. Se por um lado o time apostou nos contragolpes e teve chances reais de liquidar a fatura, por outro segurou pouco a bola e foi cedendo espaços para o São José, que também passou a assustar..

Aos 25 minutos, em finalização frontal, Dida fez uma defesa fantástica. A bola ainda pegou na trave antes de sair. Pouco depois, o goleiro furou em trapalhada com a zaga. Não fosse Marcos Vinicius, o lance fatalmente terminaria em gol adversário.

À frente, Wilson Junior seguia infernizando a zaga do ‘Zéquinha’. Em lance parecido com o do segundo gol, Kareka por centímetros não mandou para as redes após cruzamento do atacante. Pouco depois, o próprio Wilson Junior brigou pela bola com a zaga e na entrada da área tocou por cima do goleiro. A bola passou raspando à trave.

O técnico Jersinho ainda colocou Vagner Libano na vaga de Carlos Magno e posteriormente promoveu a estreia de Luizinho, jovem da base, no lugar de Valkenedy. Ganhou em velocidade e saída de bola, mas perdeu em marcação. Quando a partida se encaminhava para os minutos finais, o São José diminuiu o marcador.

Aos 46 minutos, os atletas do Brusque demoraram a dar o bote, e em chute em meio a quatro jogadores, a bola foi parar no cantinho de Dida, para festa gaúcha e certa frustração dos brusquenses. Fim de jogo: Brusque 2×1 São José.

Fotos: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.