São João Batista: Escoteiros fazem Rapel na Ponte da Colônia

  • Redação Clubei

São João Batista: Escoteiros fazem Rapel na Ponte da Colônia

Enquanto a grande maioria dos brasileiros caiu na folia do Carnaval, o Grupo de Escoteiros de São João Batista aproveitou o feriado para realizar um acampamento no Pesque Pague Sestrem, no bairro Colônia, antes do início das atividades deste ano.

O grupo de escoteiros é dividido em três ramos: Lobinho de 6 anos e meio até 11,  Escoteiro  de 11 a 14 anos e Sênior de 14 até 21. A frente desses ramos estão os monitores e sub monitores que coordenam equipe de até seis pessoas.

Este acampamento foi destinado somente para os monitores e sub monitores da tropa escoteira, com idades entre 7 a 14 anos. Foi uma preparação, um treinamento que envolveu esportes de aventura, técnicas de vida ao ar livre, além servir como orientação para aperfeiçoar a liderança das equipes. As atividades iniciaram no sábado (09) e se estende até hoje, terça-feira (12), com o tema os quatro elementos da natureza.

O Chefe Escoteiro, Jardel Corrêa detalhou as atividades realizadas pelo Grupo de Escoteiros durante os quatros dias de acampamento:

1º dia – Elemento terra, realizar montagem de campo, construção do acampamento e realizaram atividades de rastejamento.

2º dia-  Elemento fogo, acendimento de fogo sem o uso de fósforo e isqueiro. Os escoteiros fizeram técnicas com o atrito madeira, uso de lupa, pilha de lanterna com Bombril para produzir faísca e consequentemente o fogo.  Ainda cozinharam a comida: pão de caçador, arroz no caixa de leite, cozinharam ovo no espeto de bambu. O produzido a missão manter aceso o fogo até a noite. O fogo é símbolo dos escoteiros, ao seu redor se reflete sobre o dia que passou e preparam esquetes, teatros e músicas para reafirmar o compromisso dos escoteiros.

3º dia – Elemento água: Saíram a pé pesque-pague Sestrem na Colônia, sem saber para onde iriam, com apenas seis coordenadas com uma bússola mão. O destino foi a Cachoeira do Fernandes. Lá, fizeram atividades na água e andaram na trilha, ao retornar recolheram o lixo que encontraram pelo caminho.

4°dia – Elemento ar: Para finalizar as atividades, fizeram Rapel que é a descida com cordas da Ponte da Colônia, onde a pessoa fica suspensa ao ar para evidenciar, entre os intervalos físicos, intelectuais, espirituais, emocionais.

O presidente do Grupo de Escoteiros de São João Batista, Gabriel Feller de Souza ressalta a contribuição do grupo na formação de cidadãos: “O Grupo de Escoteiros promove atividades voltadas ao desenvolvimento, do caráter da criança e do adolescente para ser torne um adulto que contribua para a construção de um mundo melhor.” O Grupo de Escoteiros retorna ás atividades em março.

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.