Comunidade Nova Esperança não será derrubada

  • Redação Clubei

Comunidade Nova Esperança não será derrubada

Um dia histórico. Assim foi definido o dia de hoje, quinta-feira, 10 de Maio de 2018, após mais de três horas de audiência de mediação no fórum da cidade, chegou ao fim o pesadelo dos moradores do Loteamento Nova Esperança.

Já era no entardecer quando a boa notícia chegou para as 26 famílias que corriam o risco de perder suas casas. O anúncio veio através do renomado e incansável Dr. Leôncio Paulo Cipriani, que desde o início de seu mandato, como vereador, tinha como meta lutar para encontrar uma saída que resolvesse o impasse que o perdurava desde o ano de 2002.

As famílias que ocupavam área de terras situada no Bairro Cardoso (estrada do Moura) de propriedade da Refinadora Catarinense poderiam ser despejadas. O mandado de reintegração de posse, que determinava a retirada de todos os ocupantes do terreno poderia ser cumprindo a qualquer momento. Todas as casas que estão na área seriam demolidas. O despejo das famílias só não aconteceria, caso a empresa proprietária pedisse a suspensão da ordem judicial.

Uma das moradoras, que aguardava ansiosa na frente do fórum, comemorou o resultado da audiência. “Estamos feliz da vida e muito aliviados. Claro que ainda tem alguns detalhes pela frente, a regulamentação da área será outra batalha. Mas, já estamos felizes em saber que vamos seguir nossas vidas em paz com nossa família”. Destacou a moradora.

Através das redes sociais o prefeito municipal, Daniel Neto Cândido, destacou o árduo trabalho do vereador Leôncio. “O acordo foi resultado do empenho do vereador e advogado, Dr. Leôncio Paulo Cypriani, pois mesmo com a empresa tendo uma ordem de reintegração de posse para ser executada, Dr Leôncio não desistiu. Agradecemos também o proprietário da área de 27 mil metros quadrados, Dr. Eduardo Ramos Gomes, que além de regularizar a permanência das famílias, ainda cedeu ao Município uma área vinte vezes maior do a que estava em questão. O próximo passo agora será a Câmara de Vereadores aprovar o acordo e depois retorna ao Município para sancionar. Estamos muito felizes , assim como cada morador que lá vive”. Finalizou Cândido.

Fotos: Assessoria de Imprensa da prefeitura SJB

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.