Carlinhos e Alécio deverão ser afastados.

  • Redação Clubei

Carlinhos e Alécio deverão ser afastados.

Na ultima quinta-feira (11), foram julgados no TRE/SC os embargos de declaração elaborados pela defesa dos vereadores Alécio Borati e Carlos Francisco da Silva, bem como os suplentes Mário José Soares e Sebastião Formento filho, todos envolvidos no caso ressonância que apura fraudes no sistema SUS, mais uma vez, por unanimidade os Juízes do Tribunal Regional Eleitoral rejeitaram os embargos, mantendo a condenação dos Réus.

De acordo com o Advogado Dr. Cristiano Luiz da Silva, representante da Coligação O Trabalho Vai Continuar, responsável pela elaboração da acusação, com a decisão do Tribunal, os envolvidos perdem seus direitos políticos e devem ser afastados do Legislativo Batistense. Em suas vagas devem assumir os suplentes Nataniel de Oliveira Valença e Tarcísio Soares.

Segundo informações, já foi protocolado na tarde desta sexta-feira (12) na Justiça Eleitoral o requerimento de execução de sentença, pedindo urgência no afastamento dos réus. Também já foi protocolado junto a Câmara de Vereadores ofício dando ciência do resultado do julgamento. Procurado pela reportagem, o presidente do Legislativo Éder Vargas não se pronunciou.

Conforme explica o Dr. Cristiano Luiz da Silva, com a determinação da Justiça Eleitoral, os vereadores devem ser afastados e empossados os seus suplentes.

Da decisão ainda cabem recursos.

Relembre o caso:

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.