BRUSQUE E MANAUS EMPATAM EM PRIMEIRO JOGO DA DECISÃO

  • Redação Clubei

BRUSQUE E MANAUS EMPATAM EM PRIMEIRO JOGO DA DECISÃO

No domingo de Dia dos Pais, o Bruscão empatou com o Manaus em casa e frustrou a torcida na primeira partida da decisão da Série D.

Em dia de recorde de público no estádio Augusto Bauer, as equipes empataram em 2 a 2. Todos os gols foram anotados no segundo tempo de partida.

O duelo de volta será realizado no próximo domingo (18), às 16h (15h em Manaus) na Arena Amazônia. Quem vencer fica com o título inédito da Série D. Novo empate leva a decisão para os pênaltis. 

O JOGO

Depois de um primeiro tempo sonolento, as emoções da final ficaram todas para a etapa final, quando sairam todos os gols do confronto.

No primeiro tempo, o Brusque não fez uma boa partida, perdeu o meio campo para a equipe rival e finalizou apenas três vezes, com Zé Matheus, Thiago Henrique e Pirambu, todas para fora. 

O Manaus, que tinha como destaques o meia-atacante Rossini e o atacante Hamilton, até então artilheiro do campeonato, junto com Junior Pirambu, também pouco assustava. A equipe apostava muito na bola aérea procurando o grandalhão Hamilton e muitas vezes levava vantagem, porém pecava na hora da finalização.

SEGUNDO TEMPO PEGA FOGO

Se os 45 minutos iniciais foram sem grandes emoções, bastou apenas 15 minutos da etapa final para o jogo pegar fogo. Logo na primeira jogada do segundo tempo, Jefferson Renan dirblou três marcadores, mas foi travado quando marcaria um golaço. 

O Brusque voltou ligado e sufocando a equipe visitante, que sentiu a pressão. Aos 4 minutos, Thiago Alagoano finalizou forte, Jonathan deu rebote e o artilheiro Junior Pirambu, predestinado, mandou para as redes: 1 a 0 Brusque. Foi o nono gol do atleta na competição. 

Atordoado e sem se achar nos primeiros minutos da etapa final, o Manaus logo levou o segundo. Zé Mateus arriscou de fora da área, o goleiro Jonathan chegou a tocar nela, mas não evitou o gol: 2 a 0 Brusque e explosão da torcida no Gigantinho. 

O gol deixou o Brusque em situação confortável na partida, mas o Manaus não se entregou. Depois do susto, o time voltou a equilibrar as ações e aos 15, Rossini, subiu no meio da zaga para descontar: 2 a 1.

O gol animou a equipe manauara, que partiu pra cima em busca do empate. Pouco depois dos 30, o Brusque ainda perdeu Romarinho, expulso, e o time visitante aproveitou. Aos 37, em outra falha defensiva, o baixinho Rossini subiu novamente livre, desta vez na segunda trave, para marcar o seu segundo no jogo e deixar tudo igual: 2 a 2.

Mesmo com o resultado, mantido até o apito final, a torcida do Brusque aplaudiu os jogadores e deixou o estádio ao som de “eu acredito” ecoado por todo estádio ao fim da partida.

Fotos: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.