Assistência Social busca parcerias para execução de medidas socioeducativas

  • Redação Clubei

Assistência Social busca parcerias para execução de medidas socioeducativas

A Secretaria Municipal de Assistência Social está com cadastro aberto para entidades interessadas em receber adolescentes encaminhados ao cumprimento de medidas socioeducativas de prestação de serviços à comunidade. O assunto foi tratado em reunião na última sexta (17), no CREAS de São João Batista.

“É muito importante que a comunidade se envolva na integração social de jovens que tenham cometido atos infracionais. Por isso estamos buscando estas parcerias com as entidades do município, sendo que o atendimento dos adolescentes das medidas socioeducativas de prestação de serviços à comunidade é uma responsabilidade de toda a rede”, comenta a secretária municipal de Assistência Social, Rosane Sartori Rosa.

Conforme ela explica, a prestação de serviços comunitários consiste na realização de tarefas gratuitas de interesse geral, por período determinado judicialmente. As tarefas são atribuídas de acordo com as aptidões de cada um, devendo ser executadas em jornada máxima de sete horas por semana, sem prejudicar a frequência à escola ou ao trabalho.

As entidades interessadas em receber os adolescentes devem se comprometer a proporcionar atividades compatíveis com suas aptidões, favorecendo o desenvolvimento pessoal e social deles. E, ainda, acompanhar o efetivo cumprimento das medidas socioeducativas, sob a orientação da equipe do CREAS.

“Todos os órgãos das políticas públicas municipais e, em especial, a Secretaria Municipal de Assistência Social, assim como os órgãos do sistema de Justiça devem se empenhar na divulgação e na busca de condições que favoreçam o cumprimento do Plano Municipal de Atendimento Socioeducativo. Destaca-se que este serviço é executado por meio do CREAS e não oferece remuneração às entidades, por se tratar de uma responsabilidade de todos”, complementa Rosane.

Ela ainda ressalta que, após a reunião de sexta, o Corpo de Bombeiros foi o primeiro a se colocar à disposição para o atendimento dos adolescentes e outras entidades já estão avaliando a possibilidade. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (48) 3265-5222.

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.