Água para viver: projeto incentiva idosos a se manterem hidratados

  • Redação Clubei

Água para viver: projeto incentiva idosos a se manterem hidratados

Sonolência excessiva, confusão mental, risco de quedas e fraqueza são as principais consequências da desidratação

“Água para viver: ofereça um copo de água a um idoso”. Este é o mais novo projeto da Secretaria Municipal de Saúde, por meio das equipes da UBS Centro, da Estratégia Saúde da Família (ESF) e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). A primeira iniciativa foi nesta quarta (20), com a capacitação de colaboradores do Lar Olindina Kammer.

Nas próximas semanas, estão previstas novas ações junto aos residentes do Lar, assim como a ampliação da campanha com alerta a toda população idosa do município. Conforme explica a coordenadora do NASF, Clarissa Reinert Cim, os idosos se desidratam facilmente não apenas por possuírem reservas hídricas menores, mas também por sentirem menos a perda de água no corpo.

“Além disso, para a desidratação ser grave, eles não precisam de grandes perdas, como diarreias, vômitos ou exposição intensa ao sol. Basta o dia estar quente ou a umidade do ar baixar muito, para que o evento possa ocorrer. É nessas situações que se perde mais água pela respiração e pelo suor. Se não houver reposição adequada, é desidratação na certa”, complementa Rodrigo de Oliveira, nutricionista do NASF.

Nestes casos, mesmo que o idoso seja saudável, o desempenho das reações químicas e as funções de todo o organismo são prejudicados. Sonolência excessiva, confusão mental, risco de quedas e fraqueza, podendo levar à morte, estão entre as possíveis consequências. Confira, abaixo, algumas dicas do nutricionista para auxiliar os idosos a ingerir água.

Dicas para ajudar um idoso na ingestão de água

* Oferecer e insistir para a ingestão de pelo menos 1 litro de água ao dia, fracionado em pequenas quantidades;

* No caso de recusa à água, substituir por chá de frutas e chás de ervas nos quais não interagem com medicamentos utilizados pelos idosos;

* Oferecer fruta amassada, picada, liquidificada ou cozida (a fruta é rica em líquidos);

* Oferecer leites (o idoso costuma aceitar bem o café com leite);

* Oferecer suco de fruta natural (aproveite os horários das 10h, almoço e jantar);

* Se o idoso apresentar disfagia (dificuldade de deglutição) e necessitar de líquidos espessados, faça-os acrescentando banana, mamão ou abacate aos sucos de frutas naturais ou leite (vitamina).

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.