Uma divida de quase R$ 3 milhões aparece em nome de mulher falecida em 2013

  • Redação Clubei

Uma divida de quase R$ 3 milhões aparece em nome de mulher falecida em 2013

Uma mulher de 27 anos esteve na Delegacia de Polícia para registrar que o nome de sua mãe, falecida há quatro anos foi utilizado indevidamente. Segundo o relato, no dia 7 de abril ela recebeu uma correspondência cobrando um valor de mais de R$ 2,7 milhões, além de honorários e acréscimos.

No último dia 07 deste mês uma mulher moradora de Brusque recebeu uma correspondência com uma cobrança de mais de R$ 2,7 milhões em nome de sua mãe já falecida. Imediatamente ela procurou a Delegacia de Polícia Civil do município registrando que o nome de sua falecida mãe havia sido usado indevidamente.

Segundo informações da filha a executada no processo é uma empresa de São Bento do Sul, porém, a cobrança é redirecionada para o espólio em nome de sua mãe, falecida em 2013. No entanto a filha esclarece que sua mãe jamais teve qualquer vínculo com tal empresa, não tendo condições financeiras sequer para se sustentar, com a filha bancando alimentos e remédios.

A mulher afirma ainda que apesar de ter morado em São Bento do Sul local onde fica a sede da tal empresa, mora há sete anos em Brusque e sequer sabe a localização exata da suposta empresa que endividou o nome de sua mãe. Há por parte dos familiares da vítima, que o nome da mulher já falecida tenha sido usado de forma indevida para movimentar dinheiro e fraudar impostos. A filha da vítima tem receio de que seu nome fique negativado, pois não tem nenhuma responsabilidade pela dívida.

 

Créditos/informações – Rádio Cidade

Deixe seu Comentátio

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.