Major Gercino: quando a polícia dá respostas

  • Redação Clubei

Major Gercino: quando a polícia dá respostas

A violência no Vale do Rio Tijucas está ficando fora de controle. Nos últimos anos a situação só piorou. Mulheres, empresários, estudantes, policiais, ninguém escapa da violência. É uma guerra que não sabemos como nem quando vai terminar. Um dos capítulos se desenrolou entre a madrugada de sexta-feira (29) e sábado (30). E nessa batalha, as forças de segurança saíram vitoriosas. Mas, como diz o ditado: venceram a batalha, mas não a guerra.

Parece que estamos falando de grandes cidades, mas estas cenas e sentimentos já fazem parte da rotina de quem vive na região. Dia após dia, noite após noite, os números de violência vão aumentando. E é por isso, que quando três criminosos são mortos pela polícia, como aconteceu na sexta, à população comemora. As redes sociais nos últimos dois dias foram utilizadas por dezenas de pessoas para festejarem as mortes em Major Gercino.

Essa ação mostra que quando a polícia quer, ela da à resposta certa aos criminosos. O uso dos setores de inteligência levaram os agentes a montar campana em Major Gercino e pegar os bandidos durante a ação. Agora cabe uma pergunta: porque não estão agindo assim 24 horas para garantir a proteção de nossas cidades? A ação em Major foi importante mais não resolve nossos problemas. É preciso combate ostensivo e o tempo inteiro.

Há anos a sociedade tem clamado por mais segurança. Nos últimos dias tem intensificado esse clamor, devido ao disparo nos índices de violência. A sociedade vem exigindo mais policiamento nas ruas. A ação que se desenrolou em Major Gercino deu publicidade para os nossos problemas de segurança. Cabe agora aos prefeitos da região, chamarem o Governador do Estado para a responsabilidade. Do jeito que a situação está crítica à comunidade não aguenta mais.

 

Jonas Hames

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.