Investimento de R$ 87 milhões no fomento agropecuário

  • Mário Teixeira

Investimento de R$ 87 milhões no fomento agropecuário

Na quinta-feira (28), dia EM SCdo agricultor, a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca divulgou o balanço dos Programas do Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR). Em 18 meses, de janeiro de 2015 a julho de 2016, foram R$ 87.310.263,31 em investimentos. Ao todo, mais de 106 mil famílias foram beneficiadas com a concessão de empréstimos, subvenção de juros, Programa Terra-Boa, Subvenção ao Seguro Agrícola, entre outras ações da Diretoria de Cooperativismo e Agronegócio.

O Programa Terra-Boa já é um velho conhecido dos agricultores catarinenses. Com ele, os produtores têm apoio para aquisição de semente de milho, calcário, kits forrageira e kits apicultura. Nesse primeiro semestre foram investidos mais de R$ 4,4 milhões em financiamentos de kits forrageira; R$ 120 mil em financiamentos de kits apicultura; R$ 8,7 milhões para aquisição de calcário e mais de R$ 5,2 milhões para aquisição de sementes de milho.

De janeiro a julho deste ano também foram aplicados R$ 3,9 milhões no Programa de Fomento à Produção Agropecuária, que concede financiamentos voltados para melhoria do processo produtivo, agregação de valor, desenvolvimento da pesca e aquicultura e saneamento rural. Os recursos são do Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), sem juros e com prazo de cinco anos para o pagamento. O Programa de Fomento contempla ainda os financiamentos para aquisição de kits informática, de animais em exposições e feiras agropecuárias, e o Projeto Especial para Melhoramento da Piscicultura.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, as ações do Governo do Estado estão focadas em aumentar a competitividade e a qualidade de vida dos produtores rurais catarinenses. “Nós reconhecemos a importância de quem produz nosso alimento. Se, hoje, Santa Catarina é referência no setor agropecuário é porque temos produtores dedicados, que trabalham incansavelmente e que buscam sempre melhorar. Os agricultores encontram na Secretaria e em suas empresas vinculadas um apoio para que possam investir, inovar e prosperar”, afirma.

A Secretaria da Agricultura oferece aos produtores rurais catarinenses 10 Programas de fomento, aquisição de terras e regularização fundiária. Além do Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fundesa) que indeniza os produtores pelo abate sanitário de animais acometidos por febre aftosa e outras doenças infecto-contagiosas contempladas em programas de controle sanitário do Estado.

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.