Brusque joga melhor e vence o Figueirense

  • Redação Clubei

Brusque joga melhor e vence o Figueirense

O reencontro entre Brusque e Figueirense após a importante vitória quadricolor no turno da competição foi novamente motivo de festa para os brusquenses. Entalados na garganta do adversário após a vitória em pleno estádio Orlando Scarpelli, o Bruscão voltou a engolir o rival, dessa vez no alçapão do estádio Augusto Bauer.

Jonatas Belusso e Michel Douglas marcaram os gols da vitória do Bruscão por 2 a 0, em um jogo em que o goleiro Thiago Rodrigues ainda fez pelo menis cinco grandes milagres, evitando uma goleada brusquense no Gigantinho.

Com a vitória, o Brusque soma os três primeiros pontos no returno do estadual. O time volta a jogar agora no próximo domingo, às 10h, quando enfrenta o Criciúma no estádio Heroberto Hülse.

Jonatas Belusso e Michel Douglas marcaram os gols da vitória do Bruscão por 2 a 0, em um jogo em que o goleiro Thiago Rodrigues ainda fez pelo menos cinco grandes milagres, evitando uma goleada brusquense no Gigantinho.
Com a vitória, o Brusque soma os três primeiros pontos no returno do estadual. O time volta a jogar agora no próximo domingo, às 10h, quando enfrenta o Criciúma no estádio Heriberto Hülse.

O jogo
A novidade na escalação do Bruscão foi a entrada de Assis na vaga de Leilson. Com dor muscular, o atleta ficou de fora para a entrada do meia. O jogo começou com o Brusque jogando aberto pelos lados, enquanto o Figueirense, com três mudanças na equipe em relação ao último jogo, mostrava muitas dificuldades.
A velocidade dos jogadores do Brusque confundia a marcação do alvinegro e fazia com que os visitantes abusassem das faltas para parar o ataque do Brusque.

Muito superior na partida, o time da casa não demorou a abrir o placar. Em lançamento genial de Eliomar, Jonatas Belusso e Ricardo Lobo saíram na cara do gol. A zaga do Figueirense parou e Belusso, com categoria, driblou o goleiro Thiago Rodrigues e só não entrou com bola e tudo porque não quis: 1 a 0 Bruscão.

Pouco depois do gol, o Brusque perdeu Cleyton lesionado. Alexandre Carvalho foi o escolhido para entrar na vaga do xerife brusquense, mas a zaga do Brusque sequer foi exigida com apenas um arremate do adversário nos 45 minutos inicias.
Após sofrer o gol, o Figueirense seguiu tentando se encontrar na partida, enquanto o Brusque tomou conta de vez do jogo.

João Carlos ganhava todas na disputa com o lateral-esquerdo Morassi e somente por ali o time criou três situações claras de gol. Dos 25 aos 35 minutos o jogo virou ataque contra defesa. Eliomar e Belusso perderam gols incríveis, enquanto Thiago Rodrigues virou o nome do jogo ao fazer pelo menos três milagres e salvar uma goleada brusquense ainda na etapa inicial.

Etapa final
O time do Figueirense voltou o mesmo para a etapa final, mas a postura mais ofensiva em busca do empate fez com que o Brusque fosse empurrado para trás nos primeiros dez minutos, quando o adversário criou duas boas chances de gol.

A partir dos 15, o Brusque entrou no jogo e voltou a ter o controle da partida. Belusso em chute cruzado e Assis em cobrança de falta assustaram. Thiago Rodrigues voltou a fazer um milagre no chute de Eliomar. A situação do adversário ficou ainda mais complicada quando Jossa foi expulso aos 20 minutos. Com um a mais, o Brusque ainda apostou em Michel Douglas na vaga de Assis, que saiu aplaudido da partida.

O Figueirense também mexeu no setor ofensivo com as entradas de Índio e Ermel nos lugares Bill e Elias, respectivamente.Mas foi a mudança do Brusque que surtiu mais efeito e não demorou. Aos 29 da etapa final, Eliomar, em outro lance genial, fez lindo lançamento justamente para Michel Douglas ganhar da marcação, invadir e área e marcar o segundo.

Depois, aos 37, o jogador ainda quase fez o terceiro. Atordoado, bastou ao Figueirense esperar o apito final da arbitragem em meio à festa dos jogadores e olé da torcida brusquense.

Informações e Fotos: Sidney Silva – Esportes SC 

Deixe seu Comentátio

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.