Disputa eleitoral continua nos Tribunais

  • Redação Clubei

Disputa eleitoral continua nos Tribunais

Nos próximos dias a política Batistense terá um novo capitulo. Está previsto para dia 07 de fevereiro o julgamento do processo formulado pela Coligação São João Batista em Boas Mãos que pede a cassação do registro de candidatura de Daniel Netto Cândido.

Mesmo vencendo as eleições municipais através do voto popular, Cândido enfrenta logo no inicio de seu mandado uma turbulência politica. Em tempos de crise em que o executivo municipal está com seus esforços voltados em adotar medidas que visem economia aos cofres públicos e garantam investimentos na cidade, Daniel se defende de processos que podem cassar o seu mandato.

Além do famoso processo do caso “Facebook”, nos próximos dias estará em pauta o julgamento do registro de sua candidatura no TSE em Brasília.

Daniel teve seu registro deferido pelo Juiz da Comarca Dr. Alexandre Murilo Schramm, com isso, a coligação adversária recorreu da decisão do Juiz da Comarca de São João Batista ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SC) onde o Relator Dr. Davidson Jahn Mello em uma ampla análise negou provimento ao recurso e por unanimidade os juízes do Tribunal mantiveram a decisão do Juiz de primeira instância.

Como já era esperado, a Coligação São João Batista em Boas Mãos recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral em Brasília, e agora a população Batistense novamente poderá vivenciar uma insegurança política no município. Assim como aconteceu em 2016 quando Cândido foi afastado da prefeitura, caso tenha seu registro negado pelo TSE, o prefeito municipal poderá ser afastado novamente e uma nova eleição deverá ocorrer no município.

A guerra no judiciário já está se tornando um fator cultural na politica Batistense, onde o período eleitoral não fica restrito ao tempo imposto para as campanhas, e se estende por vários anos.

Deixe seu Comentátio

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.