Aderbal e Adriano estão inelegíveis e deverão pagar multa

  • Redação Clubei

Aderbal e Adriano estão inelegíveis e deverão pagar multa

O comentado caso da gasolina começa a ganhar proporção ainda maior na terra dos calçados. De acordo com informações extraoficiais obtidas pela reportagem do clubei com um dos Advogados que atua no caso, Dr. Cristiano Luiz da Silva, os candidatos da Coligação São João Batista em Boas Mãos, Aderbal Manoel Dos Santos e Adriano Ramos, assim como os vereadores envolvidos no suposto esquema de distribuição de gasolina foram condenados à inelegibilidade por 08 anos a contar do pleito eleitoral e ao pagamento de multa individual de 15 mil Ufir. A sentença deverá ser publicada a qualquer momento, segundo relata Dr. Cristiano, O Juiz Eleitoral da 53ª Zola Eleitora Dr. Alexandre Murilo Schramm julgou parcialmente procedente a acusação apresentada para declarar a inelegibilidade pelo prazo de oito anos aos candidatos, e ainda, cassar os registros e diplomas dos candidatos eleitos e suplentes a vereadores.

Confira uma parte da sentença:

 

Todos os condenados podem ainda recorrer ao TRE/SC para buscarem reverter a decisão proferida na Comarca de São João Batista.

RELEMBRE O CASO

Na época, a vinda da Polícia Federal a cidade ganhou grande repercussão. Circulou pelas redes sociais um vídeo em que um empresário ligado à coligação envolvida no suposto esquema, afirmava que a Polícia esteve na cidade e que nada encontrou, e que inclusive o mesmo havia almoçado com os Policiais.

O caso ganhou visibilidade, pois em um determinado posto de combustíveis da cidade eram constantes as filas com diversos veículos com adesivos alusivos a apenas uma coligação. O que não ocorria nos outros postos, evidenciando ainda mais a prática ilícita.

A investigação da Polícia Federal poderá resultar em processos crimes contra o candidato a prefeito e aos vereadores que participaram do suposto esquema.

Na justiça eleitoral já tramita ação de investigação no 0000544-89.2016.6.24.0053 contra 22 políticos da cidade, caso seja provada a participação dos políticos no suposto esquema, poderá culminar com cassação e inelegibilidade, causando uma grande mudança no cenário político batistense.

FOTO: Destaque Correio Catarinense

 

Deixe seu Comentário

Sua opnião é importantíssima para continuarmos a melhorar nosso trabalho.